2_flipiri

A festa promoveu uma extensa e dinâmica programação com atividades, como contação de histórias, falação de poesia, bate-papos com escritores, lançamentos de obras literárias inéditas e oficinas para adultos, jovens,crianças e professores, além de mostras cinematográficas e shows musicais.

Todas as atividades foram gratuitas e muitas delas apresentadas por artistas de Pirenópolis.

Nos três dias de Festa, a II FLIPIRI  ocupou importantes pontos de divulgação cultural no Centro Histórico de Pirenópolis como o Cine-Teatro Pirineus, onde curtas e longas-metragens serão exibidos, seguidos de debates com seus realizadores.

 A Praça da Leitura, com um palco para contação de histórias, falação de poesias e apresentações musicais; o Teatro de Pyrenópolis, que foi decorado para abrigar oficinas e concertos musicais; e a Escola Estadual Comendador Joaquim Alves, que abrigou diversas oficinas de formação de professores, jovens, adultos e crianças.

A cultura promovida com a Festa também foi a 10 localidades afastadas do famoso centro histórico de Pirenópolis, em povoados aonde escritores da Casa de Autores de Brasília, parceira também na primeira edição da Festa, foram ao encontro de alunos e professores para apresentarem seus livros, que serão distribuídos com antecedência nas escolas rurais locais, contaram histórias e falaram de suas trajetórias e experiências como escritores, desvendado o universo da literatura e suas vertentes.

A abertura da Festa Literária de Pirenópolis – Literatura e Cinema, que reuniu mais de 20 autores de Goiás e outras regiões brasileiras, contou com a presença de Moacyr Scliar, Ignácio de Loyola Brandão e André Neves, importantes nomes da literatura no Brasil e grandes incentivadores do hábito de ler, além de autoridades pirenopolinas.

A Cerimônia vai acontecer no Teatro de Pirenópolis, dia 11 de março, quinta-feira, a parir das 19h, a entrada é gratuita e todos estão convidados para ouvir as palavras de Scliar, Loyola e André Neves e celebrar a literatura.

A grande homenageada desta segunda edição da Festa é a atriz e escritora franco-brasileira Eliane Lage, autora da celebrada autobiografia Ilhas, Veredas e Buritis (ed. Brasiliense/2005), que, após rodar o mundo escolheu Pirenópolis como sua cidade. A homenagem foi presidida pelo também escritor Ignácio de Loyola Brandão, no dia 13 de março, sábado, às 20h, no Cine-Teatro Pirineus.