[notice] 4ª Flipiri – Festa Literária de Pirenópolis [/notice]

De 2 a 6 de maio, a cidade de Pirenópolis abrirá seus pontos de divulgação cultural e escolas para a realização da 4ª Ed. da Festa, que este ano irá apresentar e discutir os encontros entre a literatura e a música. O Cine Pireneus, a Praça da Leitura, o Theatro de Pyrenópolis Sebastião Pompeu de Pina, o Centro de Artes e Música  e Escolas Públicas receberão uma programação que inclui bate-papos, contações de histórias, falação de poesias, shows, concertos musicais e saraus.

Nesta 4ª Flipiri os homenageados são os escritores José Mendonça Teles e o pirenopolino Isócrates de Oliveira (1922-1999). Luis Fernando Veríssimo é o autor convidado especial que, além de participar de bate-papo, mesa-redonda e sessão de autógrafos, chega a terra dos Pireneus para presentear a comunidade, os visitantes e os participantes da Festa com um show de sua banda JAZZ6, no dia 5 de maio. A abertura oficial, no dia 3, será ao som instrumental da Banda Pequi.

[notice] Flipiri Itinerante [/notice]

A Flipiri, além de trazer a Pirenópolis e povoados a oportunidade de conferir uma programação cultural, estimula crianças e jovens, matriculadas na rede pública de ensino, ao hábito da leitura. Para isso, escolas municipais e estaduais receberão a visita de escritores nos dias 2, 3 e 4 de maio. Como preparação para as visitas dos autores, os alunos receberam previamente os livros desses escritores. Os encontros entre alunos e autores acontecerão no ambiente escolar bem como às margens do Rio das Almas.

[notice] A Festa Literária de Pirenópolis [/notice]

A Flipiri tem como primordial proposta a prática e a difusão do livro e da leitura. Formando mediadores e estimuladores da leitura, por meio de bate-papos e oficinas, da renovação dos acervos das salas de leitura, com a doação de obras literárias dos autores convidados a participar da Festa. Nesta edição, a Flipiri chega a mais de 6.000 alunos.

A Flipiri, ao valorizar aspectos lúdicos e criativos da literatura, busca trazer para o primeiro plano, através de atividades de aprendizado e conhecimento da língua brasileira, com o uso da leitura não somente como ensinamento da gramática, mas para sua interpretação e apreciação com foco no crescimento de desenvolvimento de cada indivíduo.

A cada edição, a Festa Literária de Pirenópolis vem conquistando mais espaços, ampliando o número de autores participantes, o número de livros apresentados e de comunidades envolvidas. Na primeira edição, em 2009, a Festa chegou a quatro povoados e ao Centro Histórico, e trouxe principalmente autores de Brasília, Goiás e um convidado, já para esta 4ª Ed., a Festa amplia seu alcance incluindo dois municípios próximos, Corumbá de Goiás e Cocalzinho, chega aos 10 povoados do Município de Pirenópolis e traz autores também de São Paulo e do Rio Grande do Sul.

Enriquecendo a Festa, a cada edição é trazida à programação uma vertente cultural, traçando paralelos e mostrando seus encontros com a literatura. Na primeira foi a Cultura Popular, depois veio o Cinema, em seguida a Poesia e agora a Música, que durante os dias de festa serão apresentadas serestas, serenatas, alvoradas musicais, com a Banda de Couro, oficinas de instrumentos musicais, concertos de música sacra, cortejo, com a tradicional Banda Phoenix, e show de jazz com a JAZZ6, que tem Luis Fernando Veríssimo no sax.

Pirenópolis o cenário ideal – onde se encontram marcadas as tradições e o presente. O passado está inscrito na arquitetura colonial, preservada e tombada oficialmente, e também nas festas populares, como a Festa do Divino Espírito Santo, recentemente reconhecida como patrimônio imaterial brasileiro. E o presente, com a influencia de modernos centros urbanos próximos como Goiânia e Brasília. Pirenópolis é o cenário perfeito para se ler um livro, encontrar pessoas, descansar nas praças e cachoeiras, e ainda aproveitar a deliciosa culinária típica da região.

A 4ª Flipiri tem como patrocinadores a Petrobras e o BNDES, promoção da Casa de Autores e da Arco Íris Distribuidora de Livros, apoios do SEBRAE/GO, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e do Governo do Estado de Goiás e é uma realização da Prefeitura de Pirenópolis sob a coordenação da Secretaria Municipal de Cultura.